OFF - Desde 2010, clubes do Brasileirão já contabilizaram 158 trocas de técnicos

Dentre os 20 clubes da Série A, mais o Vasco, o Sport é o time mais vezes mudou de comando. Adilson Batista e Mancini são os que mais rodaram


Fonte: Sportv

Eduardo Baptista é o atual técnico do Sport, o que
mais trocou (Aldo Carneiro / Pernambuco Press)


A troca constante de treinadores no futebol brasileiro revela a cada ano números surpreendentes. O “Arena SporTV” fez um levantamento com os atuais 20 clubes da Série A, mais o Vasco da Gama, e chegou ao número de 158 trocas de técnicos desde a temporada de 2010, o que atinge a média de 7,5 trocas de comando por clube. Nesse cenário, o Sport foi o time que mais vezes trocou de treinador: 15. O Flamengo, o último clube a mudar de comando com a saída de Ney Franco e a chegada de Luxemburgo, aparece na quarta posição, com dez trocas, mesmo número do Vitória.

- Acho que alguma espécie de regulamentação pode ajudar a melhorar essa dança das cadeiras que vemos ano após ano. Seria uma forma de trazer um pouco mais de segurança, o clube precisa se planejar melhor. Sabemos que uma troca de treinador às vezes é indispensável para uma mudança de rumo no campeonato. No caso do Flamengo, pior que está não fica, então é óbvio que o Flamengo buscaria, depois de um time desencontrado, uma solução na troca de comando. Todas as equipes deveriam se preocupar um pouco mais com isso, e talvez a regulamentação de ter um limite para trocar, algo que já acontece com os jogadores, seja uma solução para tentar melhorar um pouco esse aspecto no futebol brasileiro - disse o comentarista Raphael Rezende.

Dentro os 21 clubes pesquisados, atrás do Sport aparece o Atlético-PR, com 13 trocas. O Bahia vem em terceiro, com 11. O Vasco, ao lado de Figueirense e Goiás, já mudou de técnico nove vezes. Depois aparecem São Paulo, Internacional e Fluminense, com sete treinadores desde 2010.

Dentro os técnicos que entraram numa verdadeira ciranda dentre esses clubes, os que mais rodaram pelos principais clubes do país são Adílson Batista e Vagner Mancini, com oito clubes no currículo nos últimos cinco anos. O primeiro deles está hoje no Vasco, e já comandou São Paulo, Corinthians, Santos, Cruzeiro, Atlético-PR, Atlético-GO e Figueirense. O outro é o técnico do Botafogo, e já passou por Sport, Atlético-PR, Vitória, Vasco, Náutico, Guarani e Ceará.

Na outra ponta da lista, Caio Júnior, Ney Franco, Muricy Ramalho, Renato Gaúcho aparecem com apenas quatro trabalhos como técnicos neste período de 2010 até aqui.

- Gestão de carreira não é fácil, tem uma hora que tem que arriscar uma coisa, a oportunidade apareceu... O próprio Mano Menezes pegar a seleção brasileira naquela hora talvez não fosse o melhor, mas vai recusar a Seleção? - questionou o comentarista Maurício Noriega.

Neste fim de semana, o Campeonato Brasileiro chega à décima segunda rodada, e três jogos acontecem no sábado, às 18h30: Santos x Chapecoense; Cruzeiro x Figueirense; e Criciúma x Vitória. No mesmo dia, às 21h, Bahia e Internacional se enfrentam. Já no domingo acontecem os outros seis jogos: Sport x Atlético-MG; Corinthians x Palmeiras; Atlético-PR x Fluminense; e Goiás x São Paulo, todos às 16h. Por fim, Flamengo x Botafogo e Grêmio x Coritiba encerram a rodada, às 18h30.





Grêmio se afunda ainda mais em noite terrível no Chile e sente clamor por mudanças

Grêmio é recebido com protesto na Arena após derrota na Libertadores





Comentários



Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

19/9/2020











18/9/2020