Dirigente do Grêmio critica postura de Flamengo e Palmeiras no mercado.


Fonte: -

Dirigente do Grêmio critica postura de Flamengo e Palmeiras no mercado.

O vice-presidente do Grêmio, Eduardo Magrisso, criticou os posicionamentos de Flamengo e Palmeiras em relação à sequência do Campeonato Brasileiro em meio às enchentes que atingem o Rio Grande do Sul, devido às fortes chuvas no estado. O dirigente falou sobre a falta de igualdade que os clubes gaúchos teriam com a sequência das competições. "Não gostaria de fazer comentários sobre a posição deles. Como dirigente, sei como é importante defender os direitos de nossos clubes. Imagino que Flamengo e Palmeiras, que estão em boas posições no campeonato, estejam defendendo o interesse dos clubes. Mas eles estão jogando o videogame no modo amador e vão ganhar sempre. Ainda esperamos demovê-los dessa posição e que eles venham a concordar com a gente, entendendo nossa situação. Não podemos olhar somente para nosso clube, porque precisamos de adversário para competir. Sem adversário em igualdade de posições, a competição fica ruim, perdem todos", declarou em entrevista à ESPN.

Flamengo e Palmeiras se manifestaram contra a paralisação do futebol brasileiro, através de pronunciamentos dos diretores de futebol Bruno Spindel e Anderson Barros, respectivamente. "Entendemos que vamos jogar em outros estádios, outros estados, longe da torcida, isso já é prejuízo enorme, mas treinar em outros lugares, numa situação tão difícil, isso depõe contra a igualdade, que é princípio básico do nosso campeonato. Caso contrário, vamos jogar videogame no modo amador e vamos ganhar de 10 a 0 sempre. Três times, 15% do Brasileirão, três de 10 rodadas não podem acontecer por conta da tragédia que ninguém tem culpa. O que estamos pedindo é: vamos adiar essas três rodadas até saber qual a situação", acrescentou.

Na última semana, Flamengo, Palmeiras e São Paulo promoveram uma ação de forma conjunta a fim de ajudar os times gaúchos. O trio colocou à disposição de Grêmio, Internacional e Juventude, suas estruturas, incluindo os centro de treinamentos e os estádios para serem usados por esses clubes, caso desejem. "Palmeiras, Flamengo e São Paulo, que fizeram manifestações bem duras e que, de certa forma, nos causou alguma dor, esperamos que eles mudem a posição e nos entendam. O presidente Guerra vem tendo conversas insistentes com eles, tentando mostrar nossa posição", seguiu.

Recentemente, a solução encontrada pela Confederação Brasileira de Futebol foi adiar os jogos envolvendo times gaúchos, em todas as divisões do futebol brasileiro, até o dia 27 de maio. Internacional e Grêmio também tiveram as partidas pela Sul-Americana e Libertadores, respectivamente, adiadas. No último domingo, a CBF convocou uma reunião extraordinária do conselho técnico do Brasileirão para o dia 27. Alguns dos times gaúchos, incluindo o Grêmio, enviaram um pedido formal à CBF solicitando a paralisação total das competições. O Ministério do Esporte também solicitou o adiamento dos jogos.



VEJA TAMBÉM
- Grêmio negocia com Rodrigo Caio e Renato comenta paralisação após chuvas no Sul
- O futebol não tem coração
- Detalhes da Camisa III do Grêmio para a Temporada 2024






Comentários



Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

24/5/2024

23/5/2024