Cruzeiro e Vasco procuram destaque da série A em 2022. Serve no Grêmio?


Fonte: Portal do Gremista

Foto: Reprodução
Em busca de reforços para a Série A, o Cruzeiro e o Vasco entraram em contato com o Atlético Goianiense demonstrando interesse pelo meia-atacante Wellington Rato, que se destacou na equipe goiana nesta temporada, embora o Dragão tenha sido rebaixado no Campeonato Brasileiro em 2022. As informações foram antecipadas pelo jornalista Venê Casagrande.



Adversários do Grêmio, buscam peça importante para 2023

Segundo apurou a reportagem, a Raposa e o São Paulo fizeram ofertas com alto valor pelo atleta. Dragão deseja para liberar o atacante, porém, ainda de acordo com o que apurou o jornalista, um clube da Arábia Saudita, Al-Batin, fez proposta com condições melhores que as apresentadas por Cruzeiro e São Paulo. O Vasco demonstrou somente interesse, e não enviou nenhum tipo de oferta pelo atleta desejado pelos outros clubes.

A equipe carioca se tornou SAF, algo que se trata com mais calma quando o assunto é contratação. As conversas com os empresários de Rato, Adson Batista, presidente do Atlético-GO, decreta que para fazer negócio com uma dessas equipes brasileiras, a oferta precisa ser igual ou melhor que a do clube do exterior, que foi aproximadamente 1 milhão de dólares, cerca de R$ 5 milhões.



Sem definir o seu futuro ainda, Wellington Rato está livre no mercado, podendo assinar com qualquer clube no futebol. Com isso, o Grêmio poderia demonstrar interesse no atleta, visando uma qualidade a mais no meio de campo comandado por Renato Portaluppi. Porém, até o momento, o nome do atleta não chegou nos bastidores do Tricolor Gaúcho. Os três clubes em que estão interessados no meia, são rivais do Imortal em 2023.


Grêmio, Imortal, Wellington Rato, Cruzeiro, Vasco

VEJA TAMBÉM
- Cuiabá rejeita proposta inicial do Grêmio por Pepê
- Chutado pelo Grêmio, defensor convocado por Scaloni na Argentina surpreende: “Pode pintar no Inter”
- Grêmio toma decisão final sobre Biel e Fluminense é comunicado; R 10,5 milhões viram pauta





Comentários



Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

30/11/2022


















29/11/2022