Semana Tricolor: confira as notícias que movimentaram os bastidores do Grêmio nos últimos dias


Fonte: GremioAvalanche

A temporada do futebol brasileiro de 2022 já acabou, mas as coisas continuam agitadas nos bastidores do Tricolor Imortal. Depois de finalmente conquistar o acesso à Série A do Campeonato Brasileiro, o Grêmio tornou as atenções para os preparativos para a próxima temporada, com uma nova diretoria assumindo o comando do clube.

Além da chegada dos novos mandatários, a semana gremista também foi movimentada por rumores de contratações e saídas, incluindo uma possível negociação com o craque uruguaio, Luis Suárez. Outro alvo tricolor, o executivo Rodrigo Caetano, atualmente no Atlético-MG, comentou uma possível ida para o Grêmio.

Por enquanto, uma das únicas certezas para 2023 é a data do primeiro GreNal da temporada. Com a divulgação da tabela do Campeonato Gaúcho de 2023, ficou definido que o primeiro clássico do ano será disputado na Arena do Grêmio, na décima rodada do torneio, que está prevista para os dias 4 e 5 de março. Além de marcar o reencontro entre os dois rivais, o confronto também servirá para que bolsas de apostas como a Midnite tracem os prognósticos para o restante da temporada dos clubes da capital gaúcha.



Presidente eleito toma posse e define diretoria de futebol

Foto: João Victor Teixeira

Depois da conclusão das eleições presidenciais do clube, realizadas no último sábado, na sede social, o novo presidente do Grêmio, Alberto Guerra, tomou posse do cargo na quarta-feira, dia 16. Romildo Bolzan Jr., atual presidente, passou oficialmente o cargo para o presidente eleito em cerimônia do Conselho Deliberativo do clube.

Com um novo presidente para o próximo triênio, também já começaram a ser definidos alguns cargos da diretoria de futebol do Tricolor. Paulo Caleffi será o vice-presidente de futebol, enquanto Antônio Brum atuará como diretor de futebol. A primeira atribuição dos novos executivos será a renovação do contrato do técnico Renato Portaluppi.

“Acabamos de tomar posse, agora que podemos trabalhar oficialmente, que estamos empoderados para tomar decisões. Já temos o vice de futebol, o Paulo Caleffi, e diretor de futebol, o Antônio Brum, e a partir daí eles tomarão as medidas e ficarão encarregados”, comunicou Guerra durante a cerimônia.

Guerra agora começará a analisar as finanças do Grêmio e outras questões relacionadas ao clube para começar a colocar os projetos em prática.

Espera-se que o presidente do Grêmio viaje ao Rio de Janeiro para finalizar o acordo com Renato Portaluppi. As negociações com Franco Cristaldo, do Huracán-ARG, e Felipe Carballo, do Nacional-URU, também devem avançar nos próximos dias.



Guerra faz proposta por Luis Suárez, mas atleta recusa

Foto: Pablo Porciuncula/AFP

Um dos sonhos do presidente eleito Alberto Guerra para a próxima temporada, o atacante uruguaio Luis Suárez recusou a proposta feita pelo Grêmio. Segundo informações do jornalista César Luis Merlo, que cobre o mercado de transferências do futebol da América do Sul, a nova diretoria teria oferecido a Luisito dois anos de contrato com um salário de 3,3 milhões de dólares por ano - aproximadamente, R$18 milhões na cotação atual.

Durante a cerimônia de posse realizada na última quarta-feira, Guerra confirmou a proposta mas anunciou a recusa pelo artilheiro uruguaio.

“Foi feita uma proposta assinada e condicionada a vencermos a eleição. Ela já foi negada por ele. Chegou nele, ele agradeceu, porque era uma proposta séria, mas oplano dele é jogar na Major League Soccer (liga norte-americana). Nossa oferta, inclusive, é maior do que ele tem da MLS. Mas ele tem um projeto de vida, dinheiro não é problema pra ele”, anunciou o mandatário.

Desde o fim de seu contrato com o Nacional-URU, clube que o revelou para o futebol profissional, o centroavante de 35 anos está sem contrato. Na última temporada, Luis Suárez ajudou o time a conquistar o Campeonato Uruguaio, anotando oito gols em 14 jogos.



Rodrigo Caetano nega proposta do Grêmio e indica permanência no Atlético

Foto: Bruno Sousa/Atlético

O Grêmio está à procura de um diretor-executivo e tem em mente Rodrigo Caetano para o início do mandato de Alberto Guerra. O executivo, que atualmente é funcionário do Atlético-MG, comentou o interesse do clube.

Em coletiva concedida nesta semana, Caetano falou sobre sua relação com o Grêmio, time pelo qual iniciou a carreira de jogador entre o final dos anos 1980 e início dos anos 1990, bem como sua passagem por lá como diretor em meados dos anos 2000. Além disso, o presidente Alberto Guerra também está ligado ao executivo.

“Me forjei como atleta e profissional no Grêmio. É natural que meu nome seja lembrado. Ele (Guerra) me fez o convite, não posso negar. Mas para ter uma proposta tem uma distância muito grande. Não abri qualquer negociação, nem poderia. Pretendo
realmente cumprir meu contrato no Galo, sempre fui cumpridor por onde passei”, disse Rodrigo Caetano.

O dirigente tem contrato com o Atlético-MG até 2026 e ainda indicou que não irá rescindir seu contrato por iniciativa própria, principalmente pelo clube estar em vias de implementar a Sociedade Anônima do Futebol.

“Disse a ele que só estaria apto a qualquer tipo de conversa caso minha permanência aqui não acontecesse. Portanto, meu trabalho segue até uma outra definição diferente da atual. Tenho certeza que terei entendimento do agora presidente eleito Guerra por
conta do meu vínculo com o Galo”, concluiu o executivo.

VEJA TAMBÉM
- Cuiabá rejeita proposta inicial do Grêmio por Pepê
- Chutado pelo Grêmio, defensor convocado por Scaloni na Argentina surpreende: “Pode pintar no Inter”
- Grêmio toma decisão final sobre Biel e Fluminense é comunicado; R 10,5 milhões viram pauta





Comentários



Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

30/11/2022


















29/11/2022