Grêmio x Vasco: títulos, Seleção e Copa de 90 marcam trajetória dos amigos Renato e Jorginho

Contemporâneos, treinadores jogaram juntos na Seleção e no Flamengo, foram campeões e mantêm a amizade até hoje. No domingo serão adversários


Fonte: Globo esporte

Muitas coincidências marcam o encontro entre Renato Portaluppi e Jorginho, neste domingo, em Grêmio x Vasco. Os dois foram contratados respectivamente para levar os clubes ao acesso, comandaram o primeiro treino na terça e estreiam no domingo em clubes que já tiveram – guardadas as devidas proporções – sucesso como jogador e treinador.



A relação entre Renato e Jorginho, no entanto, começa muito antes do jogo de domingo. Contemporâneos, surgiram para o futebol no início da década de 80, foram adversários várias vezes, mas também jogaram juntos no Flamengo e na Seleção, foram campeões da Copa União de 1987 e da Copa América de 1989 (Jorginho não entrou em campo na segunda) e disputaram a Copa do Mundo de 1990. Embora tenham personalidades bem diferentes, são amigos até hoje.

- O Jorginho é um amigo de muito tempo, jogamos juntos no Flamengo, na Seleção Brasileira. Fomos campeões juntos no Flamengo em um timaço. Torço muito por ele como treinador, a gente sempre se fala, principalmente no fim de ano, que tem a “pelada” do Zico. Ele é uma pessoa que eu gosto muito, torço por ele, mas não no domingo – disse Renato, à “Zero Hora”.

Em sua apresentação oficial, nesta quarta, Jorginho também falou sobre o amigo e recordou a parceria nos tempos de jogador.

- Jogamos juntos, foi um período maravilhoso. O time de 1987 foi, para mim, uma das melhores equipes que eu tive a oportunidade de jogar. Eu passando todas com o Renato, recebendo nenhuma, porque ele era muito fominha, driblava todas - brincou Jorginho.
- Mas como a gente jogava com um 4-4-2, com dois atacantes, e o Renato era um dos atacantes, em alguns momentos o Bebeto caía pelo meu lado, o que facilitava minha ultrapassagem. O Bebeto fazia isso muito bem. A gente tem uma amizade grande, um respeito grande, um cara vencedor como jogador e como treinador, já teve conquistas importantes. Eu estou nesse processo, tenho algumas conquistas. Então, estou nesse processo e muito feliz por estar nesse momento, estrear em um jogo importantíssimo para o Renato e para mim, duas equipes que estão frequentando o G-4 constantemente e que vão permanecer. Tenho certeza que essas equipes vão subir - completou.


No ano passado, em entrevista ao Globo Esporte, Jorginho inclusive recordou de uma situação em que o grupo do Flamengo, incluindo ele, se reuniu no vestiário para reclamar que Renato Gaúcho não soltava a bola. E acabaram ouvindo uma bronca de Zico.

- Eu subia muito pela direita, e o Renato acabava tirando um pouco o meu espaço... A gente fez uma reunião, mas aquela coisa de garoto, e falou:’ O Renato ‘tá’ prendendo muito a bola e tal’. Aí, tomamos uma ‘dura’ do Zico. O Zico falou: ‘Deixa o Renato fazer o que ele sabe fazer e vocês têm que correr’. E foi, literalmente, o que nós fizemos - revelou Jorginho, às gargalhadas, ao recordar a história.


Juntos na Seleção
Além do Flamengo, onde jogaram juntos, entre 1987 e 1988, Jorginho e Renato Gaúcho estiveram juntos na seleção brasileira em várias oportunidades. Em 1989, por exemplo, fizeram parte do grupo que ajudou o Brasil a encerrar um longo jejum na Copa América, disputada no país.

Destaque de Jorginho e Renato Gaúcho na seleção brasileira, antes da Copa de 90 — Foto: Arquivo / CBF
Destaque de Jorginho e Renato Gaúcho na seleção brasileira, antes da Copa de 90 — Foto: Arquivo / CBF

Renato foi titular no início da campanha, mas Jorginho não entrou em campo. O lateral sofreu uma lesão no ligamento colateral do joelho direito dois dias antes do início da Copa América. Oficialmente não foi desconvocado, uma vez que Seleção jogaria as eliminatórias dias após a Copa América e Jorginho estava nos planos de Lazaroni. No entanto, ele foi liberado para viajar para Alemanha para acertar com o Bayer Leverkusen, na volta ao Brasil se tratou no Flamengo e não entrou em campo na competição.


No ano seguinte, Renato e Jorginho foram juntos à Itália disputar a Copa do Mundo. O lateral foi titular, enquanto Renato jogou apenas poucos minutos, e a Seleção caiu diante da Argentina nas oitavas de final.

Jorginho busca recorde de Renato
Contemporâneos como jogadores, Renato e Jorginho iniciaram suas respectivas carreiras como treinador no início dos anos 2000. E parte da trajetória deles como técnicos passa por São Januário.

Curiosamente, Renato Gaúcho é o treinador que mais comandou o Vasco no Século XXI. Foram 133 jogos. O segundo é justamente Jorginho, com 97 partidas. O novo treinador da equipe carioca, que tem contrato até o fim da Série B (10 partidas), disse que quer tentar quebrar a marca do amigo e adversário de domingo.



- Uma satisfação muito grande minha, planejo ficar aqui muito tempo, quero ultrapassar o Renato. Objetivo naturalmente é a longo prazo, não ficar aqui por apenas dois meses - afirmou ele.

VEJA TAMBÉM
- [ENQUETE] Com o elenco atual, em que parte da tabela do Brasileirão o Grêmio briga?
- Situação de goleiro argentino tem reviravolta e Grêmio tenta dar chapéu no Flamengo
- Croácia x Brasil: onde assistir, horário do jogo e escalações





Comentários



Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

9/12/2022












EX-RIVAL A CAMINHO? - 16:21 (0)

Bomba: Grêmio negocia com ex-craque do Inter











8/12/2022


















Grêmio volta com caras novas e expectativa por mais reforços - 12:32 (0)

Grêmio volta aos trabalhos nesta quinta-feira com caras novas e expectativa por mais reforços