Veja o que pode mudar no Grêmio com o retorno de Ferreira

Meia-atacante tem a melhor média de dribles da Série B


Fonte: uol.com.br

Ferreira deverá ser a grande novidade no Grêmio diante do Cruzeiro, no domingo (21), pela 25ª rodada da Série B. Melhor driblador do campeonato, o meia-atacante finaliza recuperação de lesão muscular e ficará à disposição de Roger Machado para o confronto em Porto Alegre. O retorno do camisa 10 é celebrado pelas características e deve influenciar em mudanças no jeito de jogar.



Grêmio e Cruzeiro se enfrentam na Arena do Grêmio, no domingo, às 16h (de Brasília).

A volta de Ferreira surge como fato novo logo após o time de Roger perder para o CRB, em Alagoas, pelo placar de 2 a 0. Além da derrota em si, a atuação gremista em Maceió preocupou o clube internamente. Em especial o fato de a equipe não ter conseguido explorar a superioridade numérica desde os 24 minutos do primeiro tempo.

"O adversário se defendeu muito bem. Abriu mão completamente do jogo, colocou linha de seis para marcar nossa amplitude e nos faltou competência para furar esse bloqueio", disse Roger Machado, treinador do Grêmio, logo depois do jogo.

Ferreira, por outro lado, é elogiado pela capacidade de gerar espaços. Com ou sem a bola. De acordo com o Footstats, o meia-atacante do Grêmio tem a melhor média de dribles da Série B do Campeonato Brasileiro: 2,63 dribles certos por partida. Aproveitamento de mais de 72%. Foram 21 dribles em oito jogos.

Contra o Guarani, o Grêmio tentou sete dribles ao longo da partida e acertou três. Diante do Operário, três dribles certos em meio a 10 tentativas. No jogo com o CRB, seis em 14 dribles tentados. Nos três duelos o time não bateu mais do que 40% de acerto no fundamento. Definido como um dos principais jogadores do elenco no início da temporada, Ferreira tem convivido com lesões musculares em série e por causa disso acumula somente 14 jogos em meio aos 41 compromissos do time em 2022.

Ao longo da semana, o Grêmio deverá definir a estratégia para o retorno de Ferreira. As opções são iniciar o jogo como titular ou entrar no decorrer da partida. O motivo é o período sem atuar: 26 dias. O meia-atacante sentiu nova lesão muscular no primeiro tempo da partida com a Chapecoense, em Chapecó, e ficou fora dos duelos com Guarani, Operário e CRB.

Na ausência de Ferreira, Guilherme foi o titular da função no ataque. Contratado na metade da temporada, o camisa 11 ainda busca entrosamento e adaptação. Mas tem conceito diferente, perante a comissão técnica. Ao contrário de Ferreira, o meia-atacante é visto como um finalizador melhor. Capaz de concluir com mais contundência.



Grêmio, 2022, Série B, Ferreira

VEJA TAMBÉM
- Renato viaja para o Rio de Janeiro e não comanda treino do Grêmio
- Secador ligado: Grêmio seca o Bahia para ficar na vice-liderança da Série B
- Grêmio pede efeito suspensivo no STJD para reverter perda de mandos de campo





Comentários



Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

24/9/2022






A 4 e a 5 são as melhores! - 12:19 (1)

7 curiosidades sobre Elano, ex-meia do Grêmio





23/9/2022












Vamos recuperar os mandos de campo?? Entenda! - 08:14 (0)

Grêmio pede efeito suspensivo no STJD para reverter perda de mandos de campo