"O objetivo é que os comentários e as críticas não ultrapassem as barreiras do vestiário" - Roger se pronuncia sobre os recorrentes questionamentos que recebe

Derrota para o CRB provoca críticas a respeito da qualidade da equipe de Roger Machado, mas técnico tenta manter plantel forte para não se abalar


Fonte: globoesporte.globo.com

A derrota para o CRB deu um "choque de realidade" para o Grêmio na Série B, com o fim da invencibilidade de 17 jogos e mais uma atuação ruim fora de casa, admitida pelo próprio técnico Roger Machado. Ainda assim, o técnico considera o time suficiente para o desafio de voltar à elite.



O cenário atual demonstra que, apesar das oscilações, o Tricolor está consolidado no G-4 e com margem alta em relação aos concorrentes fora da zona de acesso à Série A. Mesmo com o revés em Alagoas, a distância para o quinto colocado diminuiu apenas um ponto, de dez para nove.

É bem verdade que, até o último sábado, a sequência sem derrotas do Grêmio durava mais de três meses, embora acumulasse muitos empates. Nove, para ser exato. Oito deles fora de casa. Em contrapartida, havia vencido oito jogos, sete deles na Arena.

Porém, bastou um resultado negativo e desempenho muito abaixo, como contra o CRB, para vir à tona o questionamento sobre a qualidade do elenco tricolor. Tal cenário reflete na maneira como Roger conduz a equipe, sem o mesmo brilho de outros momentos. Em especial a primeira passagem do técnico pelo clube, entre 2015 e 2016.

- O grupo que foi montado para a disputa da Série B tem característica importante para vencer esse obstáculo, que é uma dificuldade diferente de outras divisões. Mas nada que numa divisão superior esses jogadores também não possam estar presentes. Às vezes queremos repetir modelos e para mim é o maior equívoco. Se no futuro reunirmos jogadores com características similares, vai ser feito. Nesse momento esse grupo é suficiente e importante para vencer esse desafio - disse ainda em Maceió.

Porém, bastou um resultado negativo e desempenho muito abaixo, como contra o CRB, para vir à tona o questionamento sobre a qualidade do elenco tricolor. Tal cenário reflete na maneira como Roger conduz a equipe, sem o mesmo brilho de outros momentos. Em especial a primeira passagem do técnico pelo clube, entre 2015 e 2016.

- O grupo que foi montado para a disputa da Série B tem característica importante para vencer esse obstáculo, que é uma dificuldade diferente de outras divisões. Mas nada que numa divisão superior esses jogadores também não possam estar presentes. Às vezes queremos repetir modelos e para mim é o maior equívoco. Se no futuro reunirmos jogadores com características similares, vai ser feito. Nesse momento esse grupo é suficiente e importante para vencer esse desafio - disse ainda em Maceió.



Grêmio, 2022, Série B, Roger Machado

VEJA TAMBÉM
- Renato viaja para o Rio de Janeiro e não comanda treino do Grêmio
- Secador ligado: Grêmio seca o Bahia para ficar na vice-liderança da Série B
- Grêmio pede efeito suspensivo no STJD para reverter perda de mandos de campo





Comentários



Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

24/9/2022






A 4 e a 5 são as melhores! - 12:19 (1)

7 curiosidades sobre Elano, ex-meia do Grêmio





23/9/2022












Vamos recuperar os mandos de campo?? Entenda! - 08:14 (0)

Grêmio pede efeito suspensivo no STJD para reverter perda de mandos de campo