Cícero aquece as turbinas para reforçar o Grêmio na Libertadores

Jogador é preparado pelo técnico Renato para os jogos contra o Barcelona de Guayaquil


Fonte: ZH

Sérgio Boaz
O polivalente Cícero é uma arma que o técnico Renato prepara no Grêmio para enfrentar o Barcelona de Guayaquil na semifinal da Libertadores. O jogador de 33 anos, que não pode atuar no Brasileirão por ter feito sete jogos pelo São Paulo, tem mais duas semanas para recuperar sua melhor forma antes da partida de ida no Equador em 25 de outubro.



Contratado a pedido de Renato, com quem trabalhou junto no Fluminense vice-campeão da América em 2008, Cícero pode atuar tanto como meia quanto como volante. Mas é na função mais recuada que tem demonstrado melhor desempenho no CT Luiz Carvalho. O repórter Rodrigo Oliveira, da Rádio Gaúcha, acompanhou a atuação do reforço na vitória dos reservas do Grêmio por 2 a 1 sobre o sub-20 do Aimoré na semana passada, e destaca a técnica do jogador, que foi testado em duas posições no meio-campo.

— O Cícero deu muita qualidade para a saída de bola do time. Tem passe preciso e, especificamente neste jogo-treino, se saiu melhor como volante. Com ele como meia, o time não estava conseguindo criar com facilidade. Quando ele passou a jogar mais recuado, a bola saía mais redonda — observa Oliveira.
O técnico Renato, após a contratação de Cícero, disse já ter traçado com o preparador Rogério Dias um plano para colocar o reforço em forma.

— É um jogador que está praticamente há dois meses sem jogar, treinando em separado. O ritmo de jogo vai ser na base de coletivos, jogos-treino. Vamos fazer sempre após os jogos com quem não atua. É a única maneira de dar ritmo a ele — explica o treinador.

O diretor de futebol do Grêmio, Saul Berdichevski, revela a rápida adaptação de Cícero ao clube. Sua contratação já havia sido tentada no início do ano. Mas, à época, o São Paulo, a pedido do então técnico Rogério Ceni, se antecipou e o levou ao Morumbi.
Com a chegada de Dorival Jr., o jogador caiu no esquecimento e ficou dois meses sem atuar antes de vir para a Arena. Na prática, a direção gremista viabilizou sua chegada para substituir o capitão Maicon, que operou o tendão de Aquiles do pé esquerdo e só voltará a jogar em 2018.

— Estou impressionado com o rendimento do Cícero nos treinos. Pela intensidade e o potencial que demonstrou. Tem jogada de lançamento longo, virada de jogo muito boa. Sabe cobrar faltas e tem boa impulsão para jogadas aéreas. Ele se adaptou muito rápido e isso é um mérito do Renato, que já conhecia ele — conta Berdichevski, que também fala sobre o momento que Cícero viveu no São Paulo:

— Ele tem bom passado como jogador. O São Paulo, como um todo, está desarticulado. Comparo o Cícero ao Lucas Pratto, um dos melhores centroavantes no país, que não está conseguindo render lá.

Comentários



o salvador kkkkk tomara! ave credo...

Leandro Rudenas     

nao prescisamos de turbina. um missel. no rabo de uns vai faser o time acorda. Respeitem o torcedor

Marlene Vieira     

Estamos esperando o Cícero jogar para vencermos?

Que fase, do Grêmio! Cícero é a esperança de um futebol melhor. Jesus, apague a luz!

LIBERAMOS OS CANAIIS PARA ASSINANTES DE TV DE TODO BRASIL TAMBÉM REDUZIMOS O VALOR DA CONTA
WHATSAPPP 11958694345

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

22/10/2017


oportunidade - 20:36 (8)

Arroyo recebe luz alta no Grêmio





















21/10/2017