Sem criação, Grêmio trava e deixa de lado "bom futebol" para focar em resultados

Time admite queda de rendimento após derrota para o Cruzeiro, Renato não garante retorno de "melhor futebol" e quer Libertadores "como tem que ser jogada"


Fonte: Globo Esporte

Arroyo foi uma das novidades do sistema ofensivo do Grêmio (Foto: Lucas Uebel/Grêmio/Divulgação)
É possível olhar para trás no ano do Grêmio e perceber como o Cruzeiro marca mudanças de rumo do time em 2017. No primeiro turno do Brasileirão, o empate em 3 a 3 foi colocado como dos melhores jogos do ano e alavancou a equipe definitivamente ao "melhor futebol do Brasil". Veio a semifinal da Copa do Brasil, e a Raposa rompeu a esperança de mais um título. Ali iniciou-se um processo de queda tricolor. A derrota por 1 a 0 nesta quarta-feira, na Arena, evidencia a preocupação por um rendimento ofensivo quase nulo. O capítulo agora é outro: o jogo bonito fica no passado. O desempenho também perde peso. O que importa, mesmo, é vencer.



A mecânica do Grêmio está na UTI. A falência na criação sem a presença de Luan, ausente desde o jogo de volta da semifinal da Copa do Brasil com, veja só, o Cruzeiro, passa ainda pelas lesões de Ramiro e Michel, a venda de Pedro Rocha e a interrogação técnica de jogadores como Arroyo e até Fernandinho, de bom ano até então. A derrota marcou o momento que o Grêmio passou a reconhecer isso publicamente, jogou a toalha em relação ao título do Brasileirão e passou a fixar como objetivo o resultado por si só, em detrimento a atuações destacadas.

– Retomar aquele futebol, não garanto. Agora está na hora de conseguir os resultados. Devido aos vários problemas de lesão, os jogadores voltando não estarão 100%. São fatos que complicam as coisas. Vamos procurar buscar os resultados, mas não esperem o Grêmio jogando aquele futebol que vínhamos jogando. E jogaremos a Libertadores como o Grêmio sabe jogar, como deve ser jogada. Mas não esperem jogo bonito. Vamos buscar o resultado – destacou Renato.

Contra o Cruzeiro, foram quatro chances de gol: Fernandinho teve duas, em tabelas pela meia direita; Everton perdeu após cruzamento de Edílson; e Barrios chutou sem perigo depois de receber passe de Jean Pyerre dentro da área.

Declínio sem Luan e Pedro Rocha

Há dois pontos cruciais para a queda de rendimento do Grêmio: a lesão de Luan e a venda de Pedro Rocha. A profundidade de um, combinada com a cadência e quebra de marcação do outro, encaixava perfeitamente.

Ramiro e principalmente Luan desfalcaram o setor ofensivo (Foto: Eduardo Moura/GloboEsporte.com)

Há também perdas por lesões que prejudicaram a mecânica e entrosamento do time. Edílson, Barrios e Fernandinho, por exemplo, foram ausências nas partidas anteriores ao duelo com o Cruzeiro. Mas ninguém hoje chega perto do gol adversário com a velocidade de Pedro Rocha, atualmente no Spartak Moscou. Era o cara do desafogo no contra-ataque e do drible em momentos de posse de bola.

Luan, ainda em recuperação, deve retornar ao time contra o Corinthians, dia 18. A ideia é não forçá-lo no enfrentamento com o Coritiba no próximo domingo. No entanto, o camisa 7 reconhecidamente não estará em suas melhores condições, pelo longo período sem jogar – o último jogo foi no dia 23 de agosto, contra o Cruzeiro. Mais um motivo a engrossar a lista das razões para deixar o encantamento de lado.

"(Luan É um jogador de muita qualidade técnica, indiscutível. É raro no futebol brasileiro, faz a diferença para nós. Trabalha em um setor do campo importante, flutua entre a primeira e a segunda linha, abre espaços. Faz muita falta, mas está voltando aí para nos ajudar. Tenho certeza que com ele de volta nossa equipe vá ganhar rendimento". (Marcelo Grohe, goleiro)

O Grêmio se reapresenta na tarde desta quinta-feira no CT Luiz Carvalho. O técnico Renato Gaúcho pagou geral no vestiário com uma bronca e prometeu conversa séria com o elenco até sexta-feira. O Tricolor já é quarto colocado no Brasileirão, com 46 pontos, e vê a vaga direta para a Libertadores ameaçada.

Comentários



A volta do Luan não resolve os problemas do time. Vai melhorar se o Luan voltar e o Ramiro for para a posição onde rende mais, isto, pelo lado direito. O Grêmio não marca mais em cima. Fernandinho está previsível, Arroyo é jogador de grupo, e temos melhores. Gosto do Cristian, mas trazer um jogador que não jogava desde o início do ano para repor um jogador na Libertadores foi um erro de avaliação.

Flavio Dornelles     

um time q coloca em campo Marcelo Oliveira, Fernandinho, Arroyo e Jailson, não pode ganhar de ninguém.Romildo vai ficar na história como um presidente vendedor dos bons jogadores e trazedor de jogadores reduções q estão de graça no mercado. cai fora.

LIBERAMOS OS CANAIIS PARA ASSINANTES DE TV DE TODO BRASIL TAMBÉM REDUZIMOS O VALOR DA CONTA
WHATSAPPP 11958694345

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

22/10/2017


oportunidade - 20:36 (8)

Arroyo recebe luz alta no Grêmio





















21/10/2017